Questionar o que é socialmente correto é essencial para entender a bioarquitetura

10 setembro 2019

Questionar o que é socialmente correto é essencial para entender a bioarquitetura

As dificuldades materiais do ser humano foram inventadas por ele mesmo. Nessa perspectiva, é necessário refletir sobre os problemas disfarçados de solução que permeiam a sociedade atual, até mesmo dentro da Arquitetura e Urbanismo. É essa a ideia defendida pelo arquiteto e urbanista Valdo Felinto, que palestrará no Encontro Nacional de Bioconstrução, Permacultura e Bioarquitetura, que ocorre nessa sexta (13/9), a partir das 9h, no Memorial Luiz Carlos Prestes, em Porto Alegre. O evento tem inscrições gratuitas pelo email secretaria@saergs.org.br e é uma realização do Sindicato dos Arquitetos no Estado do RS (Saergs).

De acordo com Felinto, sua apresentação buscará problematizar as estruturas de valores sociais que se encontram como busca de um espaço dito “correto”. O profissional exemplifica o tema com uma questão corriqueira na Arquitetura: “o correto é projetar casas com mais ventilação natural ou instalar ar condicionado em todos os cômodos?”, questiona. Para o palestrante, para mudar os padrões e hábitos de consumo, é necessário “bioconstruir as pessoas”, promovendo o pensamento sobre essas questões.

Para a presidente do Saergs, Maria Teresa Peres de Souza, a lógica de tornar as pessoas mais sustentáveis em seus modos de pensar é uma chave para o desenvolvimento necessário. “De nada adianta termos milhares de avanços tecnológicos para a sustentabilidade se, antes, a nossa sociedade não se importar com o meio ambiente e suas questões”, pontua.

O encontro conta com patrocínio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RS (CAU/RS) e apoio da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBea/RS), Instituto dos Arquitetos do Brasil – Núcleo RS (IAB-RS), Associação de Arquitetura de Interiores do Brasil/RS (AAI Brasil/RS) e Memorial Luiz Carlos Prestes.

Confira a programação completa:
13/9, no Memorial Luiz Carlos Prestes
09h às 09h30min – Credenciamento
09h30min às 9h45min – Abertura
9h45min às 11h15min –Mesa 1 – Bioconstrução: possibilidades e dificuldades
Palestrante: Otávio Urquiza
Debator: Miguel Aloysio Sattler
11h15min às 12h – Debate
12h às 13h Almoço livre

13h às 14h30min – Mesa 2 – Soluções da Bioarquitetura
Palestrante: Valdo Felinto
Debatora: Juliana Cruz
14h30min às 15h15min – Debate
15h15min às 16h30min – Mesa 3 – Soluções práticas em Permacultura e tecnologias apropriadas à crescente necessidade de práticas sustentáveis e de baixo impacto ambiental
Palestrante: João Rockett – Instituto de Permacultura da Pampa (IPEP)
Debatora: Vika Martins
16h30min às 17h – Debate
17h às 17h30min – Conclusões e encaminhamentos finais
17h30min às 18h – Coffe Break

18h – Palestra com Lama Padma Samten

14/9, na sede do Saergs
15h às 19h – Oficina prática a cargo dos Amigos da Terra: Projeto e construção de composteira orgânica com tijolos reaproveitados

© SAERGS · Por Aldeia