Clóvis Ilgenfritz recebe o Colar do Ouro no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetura

08 outubro 2019

O ex-presidente e fundador da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) e do Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs), Clóvis Ilgenfritz da Silva, será homenageado no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos (CBA), evento que acontece em Porto Alegre e que será aberto na noite desta quarta-feira (9). Aos 80 anos, o arquiteto e urbanista gaúcho natural de Ijuí (RS) receberá na cerimônia de abertura o Colar de Ouro, comenda criada pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) como reconhecimento máximo aos arquitetos pela sua obra e atuação profissional. A entrega do Colar de Ouro será às 19h30min, no Auditório Araújo Viana.

A trajetória profissional, política e sindical de Clóvis é para poucos. Um dos destaques em sua atuação foi a coordenação, ainda na década 1970, da Assistência Técnica para Moradia Econômica (ATME), que gerou a Lei nº 11.888, aprovada posteriormente pelo arquiteto e urbanista Zezeu Ribeiro. A lei assegura às famílias de baixa renda, assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social. A iniciativa, hoje conhecida como Assistência Técnica em Habitação de Interesses Social (ATHIS), foi aprovada, após anos de discussão no Congresso, no dia 24 de dezembro de 2008, e sancionada pelo presidente Lula no mesmo ano. Clóvis sempre esteve à frente dessa pauta, pela qual lutou por quase quatro décadas. “Seguimos lutando nem que seja a conta gotas. Cada ação que se fizer no âmbito regional vai gerar uma repercussão local e regional e fazer com que outros queiram”, afirma Clovis.

Além de arquiteto e urbanista, Clóvis acumula importante contribuição política e sindical ao país. Auxiliou na articulação e fortalecimento da categoria e dos sindicatos, tendo sido um dos criadores e presidido a FNA entre 1983 e 1986, e o Saergs, em suas primeiras três diretorias (1974 a 1983). No currículo, está uma extensa atuação ligada ao Partido dos Trabalhadores (PT), tendo sido um dos fundadores do partido (1981) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no mesmo ano.

Formado em 1965 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde lecionou na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo entre 1972 e 1977, Clóvis assumiu como vereador de Porto Alegre por três mandatos ((1989 a 1992/1993 a 1996/1997 a 2000), além de ocupar o cargo de secretário municipal de Planejamento (1989) e deputado federal. Em todas as legislaturas sempre atuou pelo Partido dos Trabalhadores. “Temos problemas, limitações e defeitos, mas não podemos desistir. A persistência tem que estar junto com nossa visão política. Temos que persistir e não esmorecer. Em todos os sentidos, há uma esperança que o Brasil volte a ser o país dos brasileiros e se revogue toda essa situação calamitosa que está em relação aos direitos dos trabalhadores”, afirma o homenageado.

© SAERGS · Por Aldeia