Sobre o SAERGS

 

ATUAÇÃO

O Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul – SAERGS, tem o papel de operar na luta pela atuação do profissional arquiteto e urbanista. Ao longo de seus mais de 40 anos de existência, tem trabalhado na defesa dos direitos e interesses individuais e coletivos da categoria dos arquitetos e urbanistas; nas negociações coletivas de trabalho nos setores público e privado; em campanhas de promoção profissional e de melhoria das condições de trabalho e salários; em campanhas de esclarecimento à população sobre as atribuições do arquiteto e urbanista.

Oferece, também, benefícios e convênios, prestação de serviços de assessoria jurídica e contábil aos profissionais. Promove cursos de qualificação e busca a interação com os profissionais do interior do Estado, por meio de seus Delegados Sindicais, e pela promoção de eventos em muitas cidades.

O SAERGS promove o Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano, uma promoção que ocorre desde 1996. O Sindicato, entidade federada à FNA e afiliada à CUT, participa das pautas gerais de debate e de lutas pela classe trabalhadora, pela categoria dos arquitetos e urbanistas e pela valorização da Arquitetura e Urbanismo, em especial em defesa das cidades e da habitação de interesse social.

 

HISTÓRICO

O SAERGS foi fundado em 09 de novembro de 1973, com a assinatura da carta sindical por membros da Associação Profissional dos Arquitetos de Porto Alegre (APA). A Associação foi criada, em 03 de dezembro de 1969, com o intuito de ser transformado em Sindicato, já que na época, por força da legislação, só era possível criar um sindicato por meio de uma associação. O primeiro presidente do Sindicato foi o arquiteto e urbanista Clóvis Ilgenfritz da Silva, em 1974, quando ocorreram as primeiras eleições da diretoria e do conselho fiscal da entidade.

Em 1979, ampliando o campo de atuação do SAERGS, realizou a 1º Semana Gaúcha de Arquitetura, com exposições, mostras de projetos, debates e atividades culturais. Em 1982, ocorreu a primeira Rústica de Arquitetos, a competição esportiva durou mais de 15 anos.

Entre o final da década de 70 e início de 80 o Brasil passou por uma expressiva ampliação no movimento sindical e por importantes greves. Este foi um momento de reivindicações e além das atividades relacionadas especificamente ao universo da arquitetura e urbanismo o SAERGS participou do movimento sindical brasileiro mais amplo. O Sindicato apoiou os movimentos grevistas do ABC Paulista, onde representantes da entidade estiveram presentes na 1º Conferência Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat), em 1981.

Em 1983, veio a troca de diretoria. Após três mandatos consecutivos encabeçados por Clóvis Ilgenfritz da Silva, Hermes de Assis Puricelli assumiu a presidência. Essa gestão participou da fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em 1983, em São Bernardo do Campo (SP), e da CUT/RS, em 1984.

Em 1986, a primeira mulher assumiu a presidência do Sindicato. A arquiteta e urbanista Helga Correa Pereira. O presidente seguinte foi o arquiteto e urbanista Eduardo Nunes Vieira.

Na metade do ano de 1992, houve um período de descontinuidade na gestão do SAERGS. Nenhuma chapa se inscreveu para concorrer à direção do SAERGS, quando, por três meses, alguns poucos arquitetos assumiram interinamente a direção do Sindicato até a nova eleição.

Em 1996, durante a gestão presidida por Sérgio Horst foi lançado o 1º Prêmio Arquiteto do Ano, idealizado por André Huyer, na época primeiro diretor secretário do SAERGS. A ideia era laurear o arquiteto e urbanista de maior destaque do ano e trazer mais visibilidade para a profissão. Desde então, mais de 20 arquitetos e urbanistas já foram premiados no Estado.

O ano 2000 foi marcado pela discussão da saída dos arquitetos e urbanistas do Sistema Confea/Crea e a criação do conselho profissional próprio. Em 2010, o então presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a criação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). A diretoria do SAERGS, na época presidida por Cicero Alvarez, participou efetivamente desse
processo de implantação.

Em 2013, o SAERGS completou 40 anos e, em comemoração ao aniversário, lançou o livro “Sindicato dos Arquitetos no Rio Grande do Sul – Memórias de quatro décadas (1973-2013)”. A iniciativa foi do arquiteto e urbanista Bruno Euphrásio de Mello, que atuou na diretoria do SAERGS na gestão de 2011/2013.

Em 2014, na gestão seguinte, um passo importante para a interiorização do SAERGS foi dado: foram homologados os delegados sindicais da entidade. Nesta gestão, da presidente Andréa dos Santos, foi lançado o “SAERGS para todos os arquitetos e urbanistas – NA ESTRADA”, programa que tem objetivo de levar o Sindicato até os profissionais, entidades, escolas de Arquitetura
e Urbanismo e órgãos municipais do interior do RS. Em 2014 foram realizados 12 eventos em diferentes cidades do Estado.

No final de 2015, foi lançada a “Volta Ciclística dos Arquitetos e Urbanistas – Joel Fagundes”. O projeto é uma ação do SAERGS em homenagem ao arquiteto e urbanista e ciclista, Joel Fagundes, que foi vítima de atropelamento por automóvel quando pedalava sua bicicleta na avenida Severo Dullius, zona norte de Porto Alegre. A intenção do projeto, é recuperar as atividades do Sindicato para além das lutas políticas e movimento sindical. É assumir seu compromisso por cidades mais saudáveis e humanas, que priorize a população, tratando a mobilidade urbana não como forma alternativa, mas como compromisso social para a melhoria da qualidade de vida e ampliação do direito a cidade.

© SAERGS · Por Aldeia