SEARCH
Your address will show here 12 34 56 78

Em defesa da democracia e em reação aos ataques fascistas deste domingo (8/1), em Brasília (DF), movimentos sociais convocam atos por todo o Brasil nesta segunda-feira (9/1). Depois da invasão e depredação do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE), o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), o Povo Sem Medo e o Brasil Popular convocam a população às ruas para que não haja anistia aos golpistas que executaram e orquestraram os ataques.

Confira alguns locais onde haverá concentração.

SÃO PAULO: A convocação nacional será na Avenida Paulista, no vão livre do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). A manifestação ocorre a partir das 18h.

RIO DE JANEIRO: Também a partir das 18h, os atos se concentram na região da Cinelândia.

CUIABÁ: Conforme o MST, em Cuiabá, no Mato Grosso, o ato será na Praça Ulysses Guimarães, às 17hs.

SALVADOR: A União dos Estudantes da Bahia (UEB) informou que o ato em Salvador ocorrerá na Praça do Campo Grande, às 16h.

TERESINA: Na capital do Piauí, a União da Juventude Comunista (UJC) e o Movimento por uma Universidade Popular (MUP) organizam ato no cruzamento das Avenidas Frei Serafim e Miguel Rosa, às 17h.

VITÓRIA: Em Vitória, no Espírito Santo, de acordo com o MST, a mobilização está prevista no Teatro da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), às 16h.

SÃO LUÍS: Em São Luís, no Maranhão, a convocação é para a Praça Deodoro, às 17h30.

PORTO ALEGRE: O movimento ocorre na Esquina Democrática, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, às18h.

GOIÂNIA: Em Goiânia, no Estado de Goiás, a reunião de manifestantes será na Praça Universitária, às 18h.

MANAUS: Em Manaus, no Amazonas, o ato está previsto para ocorrer no Centro de Convivência (CDC) da Universidade Federal de Manaus (Ufam), às 16h.

NATAL: Em Natal, no Rio Grande do Norte, a concentração toma lugar no Midway Mall, às 17h.

MACAPÁ: Na capital do Amapá, Macapá, manifestantes se reúnem na Praça Veiga Cabral, às 18h.

CAMPO GRANDE: Em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, o ato será na Praça do Rádio, às 17h.

RECIFE: Na capital pernambucana, Recife, manifestantes irão se concentrar na Praça do Derby, às 16h.

CURITIBA: Em Curitiba, no Paraná, o movimento toma forma na Praça Santos Andrade, às 18h.

PONTA GROSSA: No Paraná também há previsão de ato na cidade de Ponta Grossa, na Igreja dos Polacos, às 18h.

FLORIANÓPOLIS: Na capital catarinense, Florianópolis, os manifestantes preveem ato na Praça da Alfândega, às 18h.

BELO HORIZONTE: Na capital mineira, Belo Horizonte, há previsão de ato na Praça 7, às 18h.

POÇO DE CALDAS: Também em Minas Gerais, haverá atos em Poços de Caldas, no Coreto, às 18h.

UBERLÂNDIA: Em Uberlândia, as concentrações ocorrem na Praça Tubal Vilela, às 18h.

Com informações do Estadão.
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

The post Atos em resposta aos ataques fascistas de Brasília ocorrem nesta segunda-feira appeared first on FNA.

0

O Brasil sofreu, neste domingo (8/01), um ataque fascista e orquestrado a Brasília (DF) que resultou na ocupação e depredação de símbolos de sua estrutura tripartite de poder. Mais do que um ato contra o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF), prédios públicos que são símbolo da nação e têm valor histórico e arquitetônico inestimável, a depredação é uma ofensiva contra a República. O episódio, sem precedentes na história recente do Brasil, escancara a vertente fascista que liderou o país nos últimos quatro anos e segue assombrando-o em um movimento financiado por lideranças que usaram – e querem seguir usando – o poder para interesses de grupos específicos.  

A Federação Nacional do Arquitetos e Urbanistas  (FNA) e seus sindicatos filiados manifestam repúdio aos atos ocorridos neste domingo e exigem punição a todos os envolvidos, sejam eles participantes, financiadores ou agentes públicos que prevaricaram em suas responsabilidades.

A FNA entende que manifestações populares e motivadas por pautas fundamentadas nos direitos humanos fazem parte do estado democrático. Contudo, movimentos autoritários e ataques violentos como os vividos na Capital Federal são sinônimo de uma ofensiva fascista contra todos os cidadãos brasileiros. 

Fundadora da CUT, a FNA está ao lado dos eleitores, trabalhadores, movimentos sociais e do governo federal na luta pelo estabelecimento de um país democrático e voltado ao interesse do povo. Uma gestão que seja focada em cidades inclusivas, cujos espaços públicos sejam direito de todos, mas também respeitados por todos.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

The post Ataque orquestrado a Brasília é ação sem precedentes contra o patrimônio e o povo brasileiro appeared first on FNA.

0

Generated by Feedzy