Nacionais, Sem categoria

FNA inicia 2022 com foco nas eleições

Após um intenso ano de atividades e discussões a respeito do direito à cidade e ao mercado de trabalho em arquitetura e urbanismo, a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) inicia 2022 com foco nas eleições nacional e estaduais que ocorrem em outubro. De acordo com a presidente da entidade, Eleonora Mascia, “vamos viver um ano de extrema importância para o futuro do país e queremos colocar a FNA e os sindicatos como parte dessas mudanças”. O objetivo é trazer pautas e discussões a respeito das bandeiras já defendidas pela Federação e articular com arquitetos e arquitetas sobre a importância de uma participação política da categoria.

“O primeiro encontro da diretoria executiva está marcado para 4 e 5 de fevereiro, em Brasília. Vamos discutir os próximos passos e como poderemos participar lado a lado desse processo eleitoral”, destaca Eleonora. A ideia é aproximar os profissionais de candidaturas que conversem com as pautas da categoria. O vice-presidente da FNA, Ormy Hütner Jr, destaca que boa parte dos profissionais ainda se mantém distantes das discussões políticas. “Precisamos ter arquitetos e arquitetas nas Câmaras de Vereadores, no Congresso Nacional e nas Assembleias Legislativas. Pensar as cidades é emergencial e termos mais candidatos ligados à categoria e às nossas bandeiras é essencial”.

O ano de 2021 foi marcado por inúmeras participações da Federação em pautas políticas, como audiências públicas, projetos de lei e ao lado de entidades, lutando pelo direito à moradia. O fortalecimento sindical também está na pauta de 2022, que pretende ser um ano de atividades e oficinas para preparar os dirigentes e conscientizar as entidades a respeito do seu papel enquanto defensoras da classe.

As atividades de 2021

Mesmo com a perduração da pandemia e a impossibilidade dos encontros presenciais, a FNA seguiu com uma intensa agenda de debates, encontros e discussões virtuais ao longo de 2021. O ano, que foi marcado pela presença da entidade durante o 27° Congresso Mundial de Arquitetos – UIARio2021, reuniu nomes de peso para discutir o futuro das cidades, a importância e ampliação da Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS) e o mercado de trabalho da arquitetura e urbanismo. O evento, realizado entre os meses de março e julho, reuniu mais de 85 mil pessoas de 190 países e possibilitou a expansão do trabalho da FNA para um maior número de profissionais.

De acordo com o ex-presidente da Federação e mediador de uma das mesas sobre a ATHIS, Jeferson Salazar, o Congresso possibilitou uma vasta troca de conhecimentos. “Trouxemos o Movimento dos Trabalhadores em Arquitetura (MTA), de Portugal, e a experiência de arquitetos e arquitetas atuando em diferentes partes do Brasil para a mesa de debate. Foi um momento importante para mostrar que vivemos realidades parecidas e podemos aprender com a experiência dos demais colegas”, afirma. O desenvolvimento do UIARio2021 contou ainda com a parceria das entidades que compõem o Colegiado de Entidades dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU).

A produção de 15 curta-metragens também se destacou durante o Congresso. As produções divulgaram o trabalho e a atuação de estudantes e profissionais que participaram de ações junto a movimentos sociais com foco em cidades inclusivas, democráticas e com espaços de maior qualidade. A iniciativa, intitulada ArquiCine, foi uma parceria entre a FNA, a Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (FeNEA) e o Câmera Causa, de Porto Alegre (RS).

Além das atividades junto ao Congresso Nacional e campanhas pelo direito à cidade, a FNA encerrou o ano com o 45º ENSA, que teve como tema “Arquitetura é Trabalho. Piso Salarial é Direito”. O Encontro, realizado de forma virtual pelo segundo ano consecutivo, trouxe uma semana de atividades e conversas entre a Federação, os sindicatos filiados e arquitetos e arquitetas. Para a secretária de Educação, Cultura e Comunicação Sindical da FNA, Fernanda Lanzarin, o evento destacou temas importantes e reconheceu o trabalho de diversos profissionais. “Além dos debates promovidos a respeito do mercado de trabalho e da importância do fortalecimento da categoria, o 45º ENSA ainda trouxe reconhecimento a profissionais e projetos ligados ao direito a cidade”. O Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano e o Prêmio FNA 2021 foram entregues para a arquiteta e urbanista Regina Bienenstein e aos projetos Despejo Zero, Pastoral do Povo de Rua e ZEIS Tororó Resiste, de Salvador (BA).

Todos os conteúdos e produções realizados em 2021 estão disponíveis no canal do YouTube da FNA.

The post FNA inicia 2022 com foco nas eleições appeared first on FNA.