Nacionais, Sem categoria

Moradia popular é a solução para revitalizar os centros urbanos no Brasil

Os grandes centros urbanos das capitais brasileiras têm sofrido um esvaziamento há décadas. Áreas que ao longo da história já foram territórios nobres, hoje, comportam prédios antigos, abandonados e, ainda assim, de preços elevados. A pesquisadora do Laboratório de Habitação e Assentamentos Humano da Faculdade de Arquitetura da USP (LABHAB-FAUUSP) Helena Menna Barreto afirma que a “população que habita as áreas centrais das cidades foram esquecidas”. Apesar de concentrar empregos e boa parte do transporte público municipal, as regiões seguem longe de ser uma prioridade das prefeituras no que diz respeito a inclusão, democratização e melhoramento urbano.

“É necessário discutir políticas públicas que pretendam revitalizar os centros levando em consideração a população que já habita esses lugares. Os atuais projetos estão voltados a trazer um cidadão com alto poder aquisitivo, criando assim, uma briga econômica com os atuais moradores locais. Basicamente, quem mais puder pagar, fica”, explica Helena. A pesquisadora reforça que os centros são espaços culturais e que revitalizá-los sem levar em consideração a história local é desprezar a possibilidade de as áreas serem espaços populares e diversificados. “Enquanto profissionais de arquitetura, nosso compromisso é desenvolver projetos e instrumentos que garantam a permanência da população, muitas vezes de baixa renda, que precisa estar nos arredores por todas as facilidades territoriais dos centros”.

O LABHAB, nos dias 12, 13 e 20 de maio, vai promover um encontro para discutir essa importância das moradias populares nos centros urbanos. O seminário “Moradia popular e políticas públicas no centro: Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo” será realizado de forma on-line no canal do YouTube da FAUUSP. O debate, que conta com o apoio da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) e demais entidades ligadas ao direito à cidade e à moradia, tem como desafio discutir um balanço de tudo que foi realizado nas últimas décadas a respeito das políticas públicas eficazes de habitação popular. “Vamos reunir todas as áreas possíveis durante o evento, desde os atores de propostas dentro do serviço público, até os movimentos populares e a militância por moradia para desenvolver um caderno de ações que possam ser levadas aos governos municipais, estaduais e até nacional”, justifica Helena. É possível realizar as inscrições para o evento através do www.even3.com.br/seminario_moradia_centro/.

Confira a programação completa a seguir.

 

The post Moradia popular é a solução para revitalizar os centros urbanos no Brasil appeared first on FNA.