Nacionais, Sem categoria

A força transformadora da arquitetura é destaque durante premiação da FNA

Em uma cerimônia emocionante, a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) reconheceu Claudia Pires, os projetos Fab Social, de Guarulhos (SP), Comunidades Catalisadoras (ComCat), do Rio de Janeiro (RJ), e o portal ArchDaily Brasil como vencedores das láureas 17º Arquiteto e Urbanista do Ano e Prêmio FNA 2022. A cerimônia, que ocorreu neste sábado (26/11) durante o 46º Encontro Nacional dos Sindicatos de Arquitetos e Urbanistas (ENSA), mostrou ao público a força de transformação da arquitetura no dia a dia da população e na carreira de profissionais que dedicam suas vidas ao direito à cidade, à moradia e à justiça social.

“Precisei entender o canteiro para não me alienar no desenho. E esse prêmio é uma conquista coletiva, porque sou fruto de um processo histórico que não começou em mim e não termina em mim. Não existe uma Claudia nesse prêmio, existe uma consciência de classe. Nada somos quando estamos sozinhos e o coletivo é o que faz diferença na transformação social”, afirmou Claudia durante seu discurso de premiação no Salão Alvorada do Brasília Palace Hotel. Essa força de mudança dos espaços e o gerar impactos também são os cernes da ComCat. Ao receber o prêmio pela iniciativa, a diretora-executiva do projeto, Theresa Williamson, destacou que comunidade é planejamento e as soluções das favelas precisam ser feitas com participação popular. “Os mobilizadores locais estão sempre no centro de todas as nossas atividades, especialmente nas decisões e nos caminhos que traçamos. O planejamento urbano desenvolvido na favela precisa ser referência e posto em prática. É a comunidade quem sabe para onde tem que ir”.

O design como elemento de participação está no cerne do Fab Social, coordenado pelo arquiteto e urbanista Alex Garcia. “Engajamos os jovens e trouxemos a projetualidade do mundo para as crianças aqui de Guarulhos. Ensinamos um dos conceitos básicos da arquitetura que é a visão crítica dos objetivos que nos rodeiam. Conseguimos com o projeto desenvolver o desenho como instrumento de pesquisa”, explica. Ir além e levar a arquitetura para além da bolha profissional também está entre os objetivos do portal ArchDaily Brasil. Romullo Baratto, editor do site presente no ENSA, reforçou o que, nos 11 anos de atividade do portal, a equipe vem buscando “dar voz a iniciativas pelo direito à cidade”, usando sua visibilidade “para atingir o maior número de pessoas, levando diversidade, abraçando visões e mostrando outros pontos de vista”.

Ao fim da cerimônia, a nova gestão da FNA para o triênio 2023-2025 tomou posse. Encabeçada pela arquiteta e urbanista Andréa dos Santos, a chapa assume com a expectativa de buscar espaços por políticas públicas e a democratização da arquitetura. “Nós nos propormos a fazer um coletivo, de mãos dadas, discutindo e construindo uma luta sindical pelos arquitetos e pela nossa atuação com as cidades. Somos agentes sociais e a Federação vai seguir trabalhando pela nossa inserção no repensar dos espaços urbanos”.

A presidente recém eleita, e que tomará posse da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) em janeiro, Andréa dos Santos, destacou que o papel das entidades nessa discussão também é educar as categorias. “Disseminar as políticas afirmativas é eliminar as desigualdades historicamente acumuladas e garantir a igualdade de oportunidades e compensar as perdas provocadas pela discriminação e marginalização”.

The post A força transformadora da arquitetura é destaque durante premiação da FNA appeared first on FNA.